sexta-feira, março 09, 2012

Explicações...

Eu estou me sentindo devendo explicações para o pessoal que me acompanha pelo blog, mas a vida tem sido corrida.
Mas hoje vou tentar explicar um pouquinho como andam as coisas comigo, muitas coisas acontecendo... aiaiaiai.

Da última vez que falei do meu tratamento eu estava prestes a iniciar a quimioterapia de resgate, um protocolo chamado DHAP. Fiz duas sessões. A primeira foi tão tranquila que eu fiquei feliz. Fiquei 3 dias internada e saí do hospital bem, quase sem vômito, forte. Só na segunda semana depois que tive uma febre e fiquei 2 dias internada, mas os efeitos (fora a queda brusca de cabelo), foram leves.

A segunda sessão foi um mês depois da primeira, e essa, meu Deus do céu, quanto sofrimento. Fiquei 4 dias internada tomando medicamentos e saí do hospital no dia do meu aniversário. Achei que ia morrer, sem brincadeira. Fiquei 17 dias com vômito intenso e diarreia, sem conseguir comer praticamente nada. Foram os piores dias da minha vida. Não falei com ninguém no dia do meu aniversário e só fui ver os recados da internet quase um mês depois... Fiquei quase esse mês todo incomunicável.

4 semanas depois dessa sessão eu fiz um outro exame PET-CT, é, aquele caro que o SUS não cobre, e, infelizmente, o resultado não foi o esperado. Além de os nódulos que eu já tinha não terem regredido, surgiram novos nódulos na axila, o que levou minha médica a me encaminhar a uma nova cirurgia pra biópsia desses novos nódulos. Fiz a cirurgia na axila no final do mês de janeiro, como estava com anemia severa tive que tomar sangue, mas correu tudo bem. Fiquei 6 dias com uma sonda um pouco incômoda, mas correu tudo certinho, cicatrização rápida. Mas as notícias foram ruins e os nódulos eram também malignos.

Diante do desespero de um tratamento de um ano que não tem dado certo resolvi procurar outros médicos. Não obtive nada de muito diferente, apenas uma médica que pediu pra repetir a imunohistoquímica que ela suspeitou de poder estar errada. O resultado ainda não saiu.

Minha médica encaminhou eu e meus irmãos pra fazermos teste de compatibilidade de medula óssea, mas, infelizmente de novo, eles não são compatíveis comigo.

E mais uma vez eu estive com anemia severa e tive que tomar sangue...

E estou esperando o resultado desse exame, e a equipe de transplantes em Curitiba me chamar pra colher minha medula, pois os médicos disseram que eu não poderei mais fazer quimio antes de colher a medula, porque pode comprometê-la. Semana que vem, terça-feira, irei a Curitiba pra uma consulta com o Mago dos transplantes, Dr. Ricardo Pasquini.

Uma coisa que me preocupa é minha médica, a Dra. Sarah, estar saindo pra ter neném. Espero que venha com muita saúde, mas o ruim foi a substituta dela que não me inspirou confiança. Ela disse coisas completamente diferentes dos outros médicos a quem consultei e queria me encaminhar pra quimio sem nem me avisar e antes mesmo de colher a medula. Não sei, estou calejada com isso, e não consegui confiar nela. Vou pedir a Dra. Sarah que me encaminhe a outro médico, não vou seguir um tratamento tão complicado com uma médica que não confio.


Bem, acho que por enquanto é isso.

Qualquer dúvidas, liguem para o meu SAC...rs.

E só lembrando que uma galera maravilhosa está promovendo amanhã uma tapiocada pra me ajudar. Quem tem amigos nunca está desamparado, né?




SUPER BEIJOKS.

3 comentários:

Anônimo disse...

se eu tivesse ai comeria itapioca ate vomitar pra ti ajudar, abraços

JOSÉ ROBERTO BALESTRA disse...

Aline, é muito bom que você venha aqui no blog, mesmo que seja vez-em-quando (eu entendo sua indisposição momentânea), e nos dê notícias sobre seu tratamento.

A cada fato seu que sabemos nos inspira mais e mais a manter a chama acesa de nossas energias positivas em seu favor por essa luta brava que você vem travando.

Em frente, sempre!!! abs

Anônimo disse...

FORÇA AE ALINE